Arquivo da categoria: Restaurantes

Lugar novo para almoçar no centro de Porto Alegre

cocina 1

O Cocina 640 se diz “Hamburgueria · Tapas Bar & Restaurante · Café”.

O lugar é bem diferente do que estamos acostumados por aqui. É o paraíso no meio da correria do centro. Para começar, um balcão de onde é possível acompanhar o movimento. Para quem vai sozinho, é uma bela opção.

cocina 2

De um lado, tijolos à vista e plantinhas que pendem das paredes. De outro, uma vitrine com os doces e salgados do dia. Já comecei a sonhar com a sobremesa ou com o café da tarde.

cocina 3

O cardápio conta com pratos como a la minutas – ótimo para o almoço da semana -, tapas e hambúrgueres (que vêm numa caixinha de madeira, do tipo dessas de feira), a la minutas (comi um delicioso, de entrecot, na medida certa da minha fome e da minha saudade de um bom a la minuta), tapas e doces (que ficam numa vitrine na entrada e quase me seduziram, mas resisti e só encarei um alfajor, feito ali mesmo e dividido por três, para acompanhar o café).

cocina 4

O lugar é muito bonitinho, com uma arquitetura que feita dessas coisas que estão na moda agora – como paredes descascadas, pisos de cimento polido e de ladrilhos hidráulicos, madeiras rústicas e um forro desenhado por caixotes de madeiras que despertam curiosidade e deixam tudo mais acolhedor – e que pode muito bem resistir ao tempo.

Como eles ficam abertos o dia inteiro de segunda a sexta (e até o meio da tarde aos sábados), então é a dica para o café da manhã, almoço (na hora ou tardio), lanche, happy hour ou jantar. A conta ficou em 50 reais para cada um, com pratos, bebidas e entrada e sobremesas divididas. Achei em conta, considerando que é tudo muito bem servido.

É uma boa desculpa para um passeio no Centro.

Fonte e fotos:clicrbs.com.br,www.destemperados.com.br

 

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Restaurantes

Prepare a casa para pizza com amigos

Como montar uma mesa que celebra a redonda

mesa para pizza

Apesar de uma pizzada ser uma ocasião informal podemos  torná-la também muito charmosa. Certamente o encontro de amigos ficará ainda mais agradável.

Para a mesa  tons vermelho e verde, que nos remetem às tradicionais cantinas italianas e que são encontrados em muitos ingredientes da própria pizza.

A louça  vermelha típica para pizza é disposta sobre jogos americanos de palha verde.Guardanapos na estampa xadrez vermelho e branco, porta-guardanapos de avencas e taças verdes e transparentes.

arranjo mesa

Sobre a mesa, orégano fresco e tomates de tipos e tamanhos variados dispostos em engradados de madeira, com a ajuda da espuma floral, e mini tomates soltos em cesta rústica de palha. Barba de bode dá o acabamento final.  Ah, e os tomates podem ser reaproveitados no dia seguinte, rendendo um delicioso molho.

Diferentemente do que se possa imaginar, trabalhar com a espuma floral não é tão complicado, basta comprá-la e deixá-la imersa na água por cerca de 24 horas para que fique bem hidratada. Essa etapa é extremamente importante porque garantirá a sobrevivência do orégano por mais tempo.

Uma vez hidratada, a espuma floral deve ser recortada na proporção dos engradados de madeira ou cachepots que seriam usados. Após protegê-los com papel celofane transparente, a espuma floral deve ser adicionada, e, na sequência, o orégano deve ser espetado pela raiz. Em seguida, alguns tomates são espetados com a ajuda de um palito grande.

Ai está! Quem disse que receber em casa para uma pizzada não pode ser muito charmoso?

mesa para pizza 2

Fonte:http://casavogue.globo.com/

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurantes, Salgados

Pizza margherita: prazer instantâneo

 O nova-iorquino Serafina abriu sua terceira filial no Brasil

Em comemoração a nova abertura, o restaurante cedeu aos leitores da Casa Vogue a receita de sua pizza margherita especial: a Pizza Serafina. Confira abaixo e delicie-se!

Receita tem massa fina e molho fresquinho

pizza_margherita

Pizza Serafina

Rendimento: 1 pizza

Massa

• 160 g de farinha de trigo tipo 00 (mais fina)
• Uma colher de café de sal
• Uma colher de sopa de azeite extra virgem
• 2 g de fermento natural
• 50 ml de água

Molho

• 200 ml de tomate pelado (é necessário peneirar)
• Folhas de manjericão a gosto picadas
• Uma pitada de sal e um fio de azeite
• 180 g de mussarela de búfala

Modo de preparo

• Em um recipiente coloque a água, o sal, o azeite e o fermento. Misture tudo e acrescente a farinha. Mexa até obter o ponto
• Coloque a mistura na geladeira e deixe descansar por 8 horas
• Para o molho, junte em outro recipiente o tomate, o sal, o manjericão, o azeite e reserve
• Retire a massa da geladeira e abra até ficar bem fina, coloque sobre a mesma o molho de tomate, a mussarela espalhada sobre toda superfície e leve ao forno por 7 minutos ou até ficar dourada

Fonte: http://casavogue.globo.com/

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurantes, Salgados

Salmão e peixe branco

Exagerou na comida na noite de Ano Novo?

Segue uma receitinha bem diet para o dia 1º.

salmãoIngredientes

1 filé de peixe branco
1 filé de salmão sem pele
2 colheres (chá) de óleo de gergelim
Sal (a gosto)
1 colher cheia (chá) de semente de gergelim
1 limão
1 colher cheia (chá) de mel
Raminhos de coentro e rodelas de pimenta-vermelha (para decorar)

Modo de preparo

Corte os filés de salmão em fatias de um centímetro e o filé de peixe branco em oito pedaços iguais.

Forre um prato refratário (que possa ir ao forno) com uma colher (chá) de óleo de gergelim, cobrindo bem até as bordas e salpique uma pitada de sal, posicionando a mão bem acima do prato para que os cristais fiquem bem distribuídos.

Arranje as peças dos peixes no prato, começando pela borda e alternando entre branco e salmão. Regue com outra colher (chá) de óleo de gergelim e espalhe as sementes.

Sobre os peixes, raspe a casca do limão em um ralador fino, sem pegar a parte branca, que é amarga. Em seguida, corte o limão em quatro partes e esprema um pouco do seu suco sobre tudo. Finalize com um fio de mel.

Leve o prato para o forno preaquecido a 200ºC por sete minutos. Ao final desse tempo, o peixe estará opaco e delicado, pronto para servir. Decore com alguns raminhos de coentro e rodelas de pimenta.

Fonte:http://gnt.globo.com/

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurantes, Salgados

Sobrou? Virou sanduiche

Na correria e quando a fome aperta, o sanduíche é o prato que salva a refeição.

Para dar um tempo no clássico misto quente e no hambúrguer, é possível aproveitar o que já tem na geladeira e preparar sanduíches fáceis
e gostosos. Experimente variar o cardápio.Em vez de pão, tapiocaJá pensou em substituir o pão do sanduíche por tapioca? A alternativa é indicada pela nutricionista Jerluce Ferraz, do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco. “Indicamos para fazer uma receita sem glúten, sem a farinha de trigo do pão”, explica Jerluce. A massa é vendida pronta e pode ser preparada na hora.
Para preparar, use de 2 a 5 colheres de sopa da tapioca pronta. Misture sal a gosto e coloque na frigideira como se fosse uma panqueca. Para incrementar, a nutricionista sugere acrescentar uma colher de sobremesa de grãos, como chia ou farelo de aveia, à mistura. Deixe ao fogo até a massa ganhar consistência e vire para assar um pouco do outro lado. Tire do fogo, coloque azeite e o recheio.

A tapioca de queijo com coco ralado é a tradicional, mas também é possível usar carne de sol ou charque, atum e azeite, ou ovo mexido com cebola e orégano.

PASTAS VARIADAS

Requeijão, grão-de-bico e até abacate podem servir de base para deliciosas pastas para o seu sanduíche.
Com requeijão: misture cenoura ralada, cebola e tomate ao requeijão light.
Com abacate: a fruta vai misturada com frango desfiado, carne moída, sardinha ou ricota amassada. Acrescente azeite e cebola ralada.
Com maionese: amasse a ricota ou outro queijo que estiver disponível. Acrescente salsinha, orégano e misture à maionese light.
Com iogurte: o iogurte natural serve de base para a pasta. Acrescente temperos a gosto, azeite, dente de alho picado. Aproveite para misturar rúcula picadinha. Prepare com alface, tomate e, se quiser, acrescente frango desfiado, atum ou sardinha..
Com berinjela: use a berinjela cozida e bem picada. Acrescente cebola, pimentão, vinagre, azeite, orégano e pimenta-do-reino a gosto.
Com abacaxi: use a fruta bem picada. Acrescente passas e frango desfiado, depois o alface. Sirva no pão integral ou sírio.
Com grão-de-bico: use o grão cozido e triturado. Acrescente limão, gergelim, cebola e folhas de hortelã, com azeite.

As sobras do churrasco são as estrelas dos sanduíches práticos do Sul do Brasil.

Sanduíche de carne assada (churrasco) com rúcula e queijo

Ingredientes:
4 fatias de pão de forma dormido
3 colheres de sopa rasas de manteiga
100 g de queijo muçarela ou requeijão
Alho e cebolinha verde a gosto
2 colheres de sopa de mostarda amarela
300 g de carne assada fatiada
¼ de maço de rúcula

Modo de preparo:
Aqueça a manteiga em frigideira e toste rapidamente as fatias de pão. Reserve.
Derreta o queijo com alho e finalize com a cebolinha verde. Se for requeijão, basta misturar os ingredientes. Reserve.
Disponha as quatro fatias de pão em forma e passe a mostarda. Depois acrescente a carne fatiada e por cima o queijo fundido.
Leve ao forno aquecido a 180 ºC por 5 minutos.
Retire do forno e coloque a rúcula sobre o queijo. Feche o sanduíche e sirva quente

Receita do Chef Rodolfo Meyer, do curso de Gastronomia da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)

Fonte http: http://www.amaissaude.com.br

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurantes, Salgados

Jantarzinhos lights

Gente !!!Adorei estas receitas, super rápidas e práticas de fazer.torta_de_cenoura_ok_1

 Torta de cenoura, alho poró e gruyere da The Gourmet Tea

Massa:
300 gramas de flocos de aveia (fino)
1 ovo
70g de manteiga sem sal

Modo de Preparo:

Misture todos os ingredientes até formar uma massa e forre uma forma de fundo removível untada com azeite. Pré-assar por 5 minutos.

Recheio:
5 cenouras raladas
1 alho poró médio picado
4 colheres de sopa de azeite de oliva
1 xícara de queijo gruyere ralado
6 colheres de sopa de salsa picada
1 xícara de leite
2 ovos
noz moscada, sal e pimento do reino a gosto

 Modo de preparo:

 Aqueça o azeite e doure o alho poró e a cenoura. Acrescente a salsinha. Deixe esfriar, incorpore o queijo e despeje sobre a massa pré-assada. À parte, misture o leite com os ovos, a noz moscada, pimenta e o sal e coloque sobre o recheio. Assar por 30 minutos ou até dourar.

creme_de_aspargos_ok_1

 

Creme de aspargos do Donostia

Ingredientes
250g cebola
50g alho porró
30g salsão
240g aspargos
200g de batata
40g manteiga
150ml leite
50ml creme de leite
9g tomilho
9g alecrim
9g sal
9g pimenta do reino

Modo de preparo:

Refogar na manteiga e em fogo baixo os aspargos, cebola, alho porró, salsão e a batata. Quando começarem a dourar, adicionar o tomilho, alecrim, sal, pimenta e por último, a água. Fechar a panela e deixar cozinhar até que cozinhem todos os ingredientes. Quando estejam cozidos os ingredientes, apagar o fogo, triturar todos os ingredientes e voltar ao fogo para adquirir a textura desejada. Quando a crema estiver na textura desejada, adicionar o leite e creme de leite e corrigir de sal.

torta_kadaif_ok

Torta Kadaïfi de abobrinha com queijo do Arabíe

Ingredientes

400g macarrão cabelo de anjo
70g de manteiga derretida
2 colheres de sopa de azeite
3 abobrinhas cortadas em cubos
1/2 ricota temperada (com pimenta síria, cebola, tomate, salsinha, ovo e sal a gosto)
4 colheres de sopa de parmesão ralado
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo: 

Pré-aqueça o forno a 180º, marca 4. Quebre o macarrão com a mão até que fique em pedaços pequenos, para ajudar a trabalhar com a massa. Coloque a massa numa tigela e misture bem com 1/2 da manteiga derretida. Divida a mistura em duas partes. Coloque metade da massa numa assadeira (24 cm de diâmetro) no fundo e nas laterais. Recheio: aqueça o óleo em uma frigideira, adicione as abobrinhas, cebola, e cozinhe em fogo baixo, por 5 minutos, mexendo sempre. Adicione sal e pimenta a gosto. Despeje o recheio sobre a massa (abobrinha e ricota). Pulverize sobre o recheio o queijo parmesão e coloque a outra metade por cima, pressionando bem, para que fique firme. Coloque a assadeira no forno e asse por 30-35 min até que fique dourada e crocante.

fettuccine_integral_ok_1

Fettuccine Integral à Lisboeta no Taberna 474

Ingredientes

30ml de azeite
80g de tomate cereja
130g de fettuccine integral
100g de atum
Sal e pimenta a gosto
Raspas de limão siciliano

Modo de preparo:

Esquente o azeite e acrescente o tomate cortado ao meio. Salgue e adicione pimenta a gosto. Em outra panela, cozinhe o fettuccine e adicione ao tomate. Salteie. Sele o atum na chapa e fatie. Monte o prato colocando o atum sobre a massa e acrescente algumas raspas de limão.

risoto_de_arroz_vermelho_ok_1

Risoto de arroz vermelho, shitake, pêra e gorgonzola do Banana Verde

Ingredientes

2 xícaras  de chá de arroz vermelho cozido.
4 colheres de sopa + 2 colheres de alho poro bem picado.
2 colheres de sopa de azeite + 1 colher de sopa de azeite de oliva.
1 xícara de chá caldo de legumes natural.
1 xícara de café de vinho branco.
1 xícara de chá de gorgonzola picado.
3 colheres de sopa de nozes torradas e picadas.
1 pêra em fatias finas
1 colher de sopa de açúcar orgânico.
1 bandeja de 200 gramas de shitake cortados  em cruz.
Tomilho, sal, pimenta moída e ervas frescas.

 Modo de preparo:

Pré-aqueça o forno. Numa assadeira baixa sobreponha as fatias de pêras e salpique açúcar, coloque no forno até ficar dourado. Retire do forno e deixe esfriar. Reserve.
Em uma frigideira coloque uma colher de azeite de oliva + 2 colheres de sopa de alho poro, refogue bem, adicione o shitake. Deixe ficar macios, tempere a gosto e reserve. Em uma panela grande coloque 2 colheres de sopa de azeite + 4 colheres de sopa de alho poro, refogue bem.
Acrescente o arroz vermelho, aos poucos coloque o fundo de legumes e mexa delicadamente.
Quando o arroz estiver mais seco, adicione o vinho branco deixe evaporar. Adicione o gorgonzola, mexa até ficar cremoso, misture com nozes e decore com as pêras. Reaqueça o shitake, coloque os cogumelos por cima e decore com ciboulete.

Fonte:http://revistaglamour.globo.com/

 

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurantes, Salgados

Como organizar um brunch

Olhem que dica legal encontrei na internet!!!

brunch-620

Nem café da manhã e nem almoço. O jeito de receber mais querido do momento atende pelo nome de brunch, uma mistura leve e sofisticada das duas coisas. Após se consagrar nos Estados Unidos, onde surgiu, e ser ainda mais frequente aos domingos – quando é ok acordar tarde e caprichar na refeição – a ocasião se tornou mais uma oportunidade de evento para confraternizar com a família e com os amigos.

Por ser uma mistura de café da manhã e almoço, um bom brunch tem que mesclar os dois tipos de refeição. O evento deve funcionar como uma degustação farta, com diversas opções de petiscos e comidinhas”, ensina a chef Michelle Marucco, à frente do buffet La Cuisine. “A hora ideal de começar obrunch é às 10h e deixar que ele se estenda até as 15h ou um pouco mais. É um encontro diurno, solar, para ser organizado em casa, na varanda ou na área externa”, conclui ela.

O QUE NÃO PODE FALTAR NO BRUNCH

A mesa do brunch merece fartura e cores, para deixar a ocasião com a alegria e o brilho que o dia merece. “Pães artesanais dispostos em cestas ou bandejas charmosas, pastas e patês são itens práticos e dos quais todo mundo gosta. Quiches, saladas de folhas ou caprese e salmão defumado também são ingredientes importantes”, ensina Michelle.

O evento pede ainda bebidas frescas e refrescantes, como sucos e águas aomatizadas. “Na hora de calcular a quantidade, recomendo de 700ml a 1,5l, dependendo da variedade de bebidas”, avisa a chef. O cálculo das comidinhas é mais subjetivo: depende do número de pessoas e dos itens que serão servidos. Se o prato principal for torta ou quiche, pense em duas fatias para cada convidado.

brunch

DECORAÇÃO E DICAS INDISPENSÁVEIS

Por começar pela manhã, o brunch deve ter também todos os itens que fazem parte da primeira refeição do dia: café, chás, leite e achocolatados, por exemplo. Enquanto uma mesa guarda os itens principais, uma outra recebe drinques frios e um pequeno aparador pode ficar com bebidas quentes, bolos e sobremesas que, sim, podem ser servidas desde o começo do brunch.

A decoração, como ensina o o buffet “3 na Cozinha” merece ser descontraída, solar e charmosa, com flores por toda parte, arranjos de plantas tropicais e até itens surpresa. É o caso do mural de sanduiches da foto abaixo. Basta pregá-los com palitos de festa sobre guardanapos coloridos em um painel de isopor. Aí é só colar com adesivo de parede e deixar que os convidados se sirvam.

brunch-620-2

 

Fonte:gnt.globo.com

Fotos: Elisa Mendes/Santa Ajuda

Matéria: Pollyana de Moraes

 

Deixe um comentário

Arquivado em Aperitivos, Novidades, Restaurantes

Alcatra ao molho de vinho

receita-alcatra-molho-vinho-2

 

Ingredientes

· 2 dentes de alho
· 2 cebolas picadas
· 1 xícara (chá) de manteiga
· 3 colheres (sopa) de farinha de trigo
· 1 peça de alcatra de 1.400 g
· Sal e pimenta-do-reino moída a gosto
· 1/2 garrafa de vinho tinto seco

Modo de preparo

1- Na frigideira, frite o alho e a cebola em 1/2 xícara (chá) de manteiga. Acrescente a farinha de trigo, mexendo sempre. Reserve.

2 Numa panela de ferro, doure a carne no restante da manteiga. Junte sal, pimenta, cebola e alho já fritos, adicione o vinho e deixe cozinhar em fogo baixo por 30 minutos.

3 Corte a carne no sentido perpendicular às fibras, arrume em uma travessa com molho e sirva com a massa de sua preferência ou legumes salteados.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/

 

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurantes, Salgados

OS RESTAURANTES QUE SÃO O MELHOR DESTA TEMPORADA

Dica  de restaurantes brasileiros à beira mar. Para quem esta viajando por este Brasil!!!!!

FLORIANÓPOLIS
Ponto G Gastronomia

ponto-g-ambiente
Reza a lenda que nem todo mundo sabe onde fica o Ponto G. Para que não pairem dúvidas, o Ponto G não apenas existe como ainda oferece vista para o mar – ao menos na versão criada por Vitor Riso, um manezinho da Ilha que se tornou o mais premiado chef de Floripa. Depois do sucesso do seu Ponto G Brasa & Fogão, no bairro de Santo Antonio de Lisboa, ele resolveu transformar sua própria casa, que fica na mesma região, em um novo restaurante, o Ponto G Gastronomia, que, se perde em tamanho para o irmão mais velho, ganha em charme e aconchego.
Mais intimista, a casa, uma construção elegante projetada pelo arquiteto Rico Mendonça, abre de quarta a sábado para grupos de até 40 pessoas e mediante reserva. Mas a perseverança vale a pena não só pelo cardápio, baseado em culinária brasileira, peixes e frutos do mar, mas pela bela vista dos barcos e gaivotas e a incansável simpatia do chef. Riso recepciona os clientes e fala dos detalhes de cada prato. Chegue um pouco antes das 19h para um drinque recostado nas almofadas coloridas dos bancos da varanda. Preste atenção nos temperinhos das carnes – são todos plantados ali mesmo, no quintal da casa.
Rua Padre Rohr, 1717, Santo Antonio de Lisboa, Florianópolis  |  Tel.: (48) 8815-0608

————————————————————————————————————-

RIO DE JANEIRO
Volta

rio
Localizado em um charmoso sobrado aos pés do Jardim Botânico, o recém- inaugurado Volta tem como proposta a cozinha tradicional dos nossos avós – ou pais, dependendo da sua idade. A decoração conta com piso de madeira bicolor, mesas e cadeiras de brechós e luminárias produzidas com canecas e pratos de metal. Completam a decoração pratos espalhados pelas paredes e antigas latas de leite condensado, sorvetes e goiabada cascão em um aparador. O chef Fernando Pavan (ex-assistente de Ana Luiza Trajano no premiado Brasil a Gosto, em São Paulo) desenvolveu o cardápio a partir de antigos livros de receitas e de suas memórias afetivas, como a carne assada com aipim, batata-baroa e queijo coalho ou a arraia acompanhada de lentilha e cebola crocante. A regra aqui é a confort food, portanto não espere nenhuma invenção. Do bar saem clássicos da coquetelaria e também sete criações exclusivas de Jean Ponce, ex-barman do D.O.M. Experimente a Bulhufas, que leva cachaça orgânica, infusão de beterraba, limão e brut mais folhas de manjericão. Dos mesmos donos do bar de tapas Venga!, o Volta deve repetir o sucesso do seu irmão espanhol no verão carioca.
Rua Visconde de Carandaí, 5, Jardim Botânico, Rio de Janeiro  |  Tel.: (21) 3204-5406

——————————————————————————————————————

MACEIÓ
Espaço Gourmet Vera Moreira

blog-jonatas-1-600x400

Jonatas Moreira cresceu brincando entre panelas e temperos dos pais, os também chefs baianos Vera e Osvaldo, donos do restaurante Akuaba, na Praia de Guaxuma. Aos 18 anos, partiu para uma temporada de quatro anos na França, entre estudos no Instituto Paul Bocuse e estágios em restaurantes estrelados. Quando voltou, abriu o Espaço Vera Moreira, instalado dentro do Akuaba.
No Vera Moreira, aberto só para jantar nas noites de quinta e sexta, Jonatas criou as condições para exercitar uma cozinha autoral em que os destaques são o stinco de cordeiro, o confit de pato ao molho de uva e a degustação de frutos do mar. A cozinha em estilo americano permite a apenas 30 felizardos por jantar acompanhar o chef em ação: Jonatas prepara, à vista de todos, os pratos que acabam de ser pedidos. Aproveite com uma taça do vinho branco gelado e aquela brisa morna. Mas não se esqueça que estamos em Maceió e o chef promete compreender se você trocar o vinho por uma bela rodada de chope bem gelado, claro.
Rua Ferroviário Manoel Gonçalves Filho, 6, Mangabeiras, Maceió  |  Tel: (82) 3325

———————————————————————————————————–

SÃO PAULO
Megusta ceviche e pisco

sp

Depois de desenhar uma Tailândia moderna no mapa gastronômico de São Paulo com o Marakuthai, a chef Renata Vanzetto, de 25 anos, agora levou a gastronomia do Peru para a ensolarada Ilhabela. Com jeitão de boteco, o MeGusta Ceviche e Pisco já lidera as apostas de mais concorrido point de verão da ilha. A começar pelo inusitado da sua arquitetura – um casebre com tijolos aparentes e chão de ladrilhos. As mesas são simples e as cadeiras poderiam estar em qualquer botequim de calçada – nada mais cool e despojado em se tratando de verão e de ceviches. O ambiente ficou com o jeitão e as cores de Cusco. A casa abre a partir do happy hour com uma irresistível oferta de piscos, em sangrias e mojitos. Os ceviches surgem em oito versões, das quais a mais pedida é a da chef, que combina vieiras com peixe branco e leite de coco marinados em limão, cebola roxa, coentro e pimenta vermelha. Na versão dos naturebas, e a ilha é o paraíso deles, os peixes são substituídos por palmito pupunha. Não gosta de peixe cru? Sem problemas: encoste no balcão revestido de pastilhinhas coloridas e peça uma porção de coxinhas de frango caramelizadas com mel e leite de coco.
Av. Pedro Paulo de Moraes, 690, Centro, Ilhabela  |  Tel.: (12) 3896-1328

—————————————————————————————————-

NATAL
Liquid Lounge

natal

Lounge fica em Petrópolis, bairro nobre famoso por suas avenidas largas e projeto arquitetônico assinado pelo grego Giácomo Palumbo. O espaço une boa gastronomia com música. Nas noites de quinta a sábado, as batidas eletrônicas atraem gente bonita e bronzeada. Os drinques levam os nomes dos sete pecados capitais. O cardápio do chef Altemar Cardoso promove uma convivência pacífica entre as cozinhas regional, internacional e até molecular. O primeiro ambiente do Liquid é um american bar com poltronas e sofás em tons de marrom e um balcão estofado. No salão principal, alguns desenhos nas paredes azuis e a vista parcial da adega em que 1,5 mil garrafas repousam atrás de portas de vidros e dão um toque de frescor. Há ainda, para quem deseja privacidade total na hora de experimentar as vieiras, o pernil de cordeiro cozido durante 12 horas ou ainda o mil folhas de cocada mole, uma sala privê para oito pessoas, com um colorido orquidário em uma das paredes, na qual até os garçons só podem entrar quando chamados por um sinal eletrônico.
Av. Afonso Pena, 395, Petrópolis, Natal  |  Tel.: (84) 2010-3399

Fonte: http://gq.globo.com

3 Comentários

Arquivado em Doces, Novidades, Restaurantes, Salgados

Risoto de frango e funghi

risoto

Ingredientes

1 xícara de funghi secchi
4 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1/2 cebola média picada
400g de filé de frango em cubos
3 sachês de caldo de galinha em pó
1/2 xícara de vinho branco seco
2 xícaras de arroz arbóreo
1/2 colher (chá) de sal
1 litro de água fervente
1 1/2 xícara de queijo parmesão ralado
1 xícara de tomate-cereja cortado ao meio
Modo de fazer:
1. Em uma tigela média, coloque o funghi, cubra com água e deixe de molho por 1h ou até ficar macio.
2. Escorra, corte em pedaços menores e reserve.
3. Em uma panela média, coloque metade da manteiga e leve ao fogo alto para derreter.
4. Junte a cebola, o frango e 1 sachê de caldo de galinha e refogue por 5min ou até começar a dourar.
5. Acrescente o vinho, o arroz, o sal e o caldo de galinha restante e cozinhe por 2min.
6. Adicione a água, aos poucos, mexendo sempre em fogo médio, por cerca de 20min ou até que o arroz esteja al dente.
7. Retire do fogo, junte a manteiga restante, o queijo ralado, o tomate e o funghi.
8. Misture bem e sirva imediatamente.

FONTE;GASTRÔ ZH

Deixe um comentário

Arquivado em Restaurantes, Salgados